Arquivo da tag: Leila Danziger

Canteiro de Obras | UERJ

No início dessa mais recente crise da UERJ (que poderíamos chamar de crime de Estado contra a UERJ, parte integrante de um crime maior, contra a democratização da educação e dos aparelhos culturais do Estado do Rio de Janeiro e do país), o poeta e editor Marcelo Reis de Mello e eu organizamos esse evento no Centro Cultural da UERJ, a COART. Continuar lendo

Carta para Leila Danziger a propósito de seu mais novo livro de poemas

por Rafael Zacca
2016

É noite, Leila Danziger, 2009

Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 2016

Querida Leila,

li teu livro todo entre a sala de triagem e a sala de raio-x no Hospital Badim, hoje, enquanto esperava que a Ana fizesse seus exames para descobrir por que doía tanto a sua barriga. Um dia antes foi ela mesma quem me mostrou um poema seu: “Não sei o que fazer / com tantas radiografias / de seus pulmões (…) seus ossos são luz.” Não li até o final, não tive olhos, se afogaram todos e eu fingi estar com alergia ao perfume, tenho o olfato e os olhos frágeis pra essas coisas, pra poemas, perfumes, metrô, raio-x. Continuar lendo